Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

11/08/2010 às 06:14

Teles se unem por TV digital no celular

Escrito por: Julio Wiziack
Fonte: Folha de S. Paulo

Operadoras móveis lançarão pacotes de TV paga digital por menos de R$ 29,90 mensais a partir de outubro

Vivo, TIM, Oi e Claro passarão a liberar acesso a cerca de 30 canais; TV digital aberta não terá custo

SÃO PAULO - As quatro operadoras móveis se preparam para lançar planos de TV digital fechada no celular a partir de outubro deste ano. A ideia é popularizar o serviço que hoje é prestado por TIM, Oi, Vivo e Claro com sinal analógico.

Por esses planos, será possível assistir à programação transmitida pelas empresas de TV fechada em alta definição pagando uma mensalidade fixa para ter acesso à grade completa de canais. Também será possível comprar somente um programa, opção conhecida como "pay-per-view" (pague pelo uso). Neste caso, a transmissão ocorrerá quase em tempo real (haverá um atraso máximo de 17 segundos em relação à TV fechada).

Outra modalidade será a oferta de vídeos sob demanda (VOD) disponíveis em uma lista de títulos para download. Eles poderão ser salvos no celular. O pagamento poderá ser feito na conta telefônica ou por cartão de crédito. Neste caso, bastará digitar o número do cartão, e a transação ocorrerá no próprio celular.

Barreiras
As teles resistiram, mas acabaram decidindo não atrelar a oferta de um pacote de dados à assinatura dos novos planos de TV digital.
O preço da mensalidade será inferior a R$ 29,90 e incluirá o acesso avulso à rede 3G (terceira geração) na hora em que os canais forem acessados pelo cliente. Quem já tiver um plano de dados não terá créditos consumidos.

Ainda não é possível ver TV paga no celular sem conexão à internet móvel. Isso porque os programas de TV ficam armazenados em servidores (computadores potentes) das empresas integradoras. Os clientes das teles acessam esses equipamentos via internet móvel para baixar os programas.

São as integradoras que assinam contratos de distribuição de canais com emissoras, estúdios de cinema e produtoras que enviam os sinais diretamente para as antenas dessas empresas. A M1nd é a líder desse mercado e atende atualmente a TIM e a Oi. "Estamos negociando com outra operadora", diz Alberto Magno, presidente da companhia. Segundo ele, o país possui atualmente 400 mil consumidores usando a TV móvel e deverá chegar a 2 milhões no final deste ano. Em 2011, eles serão 20 milhões.

Contra pane
A TV digital fechada não cresceu tanto até hoje porque a maioria das operadoras cobra por horas de uso, como fizeram as teles fixas com a internet discada no passado. TIM e Oi cobram por hora de programa. A oferta máxima, de 24 horas, custa R$ 9,90. A Vivo vende vídeos por unidade e canais por hora. O mais caro sai por R$ 14,90 por mês. A Claro cobra mensalidade de R$ 9,90 em seu pacote completo.

O problema é que, na maioria das vezes, as horas não viram créditos, como ocorre com o telefone pré-pago. Não dá para continuar assistindo no dia seguinte. Esse sistema foi adotado para evitar que a rede de dados das operadoras entrasse em pane, caso o serviço fosse difundido rapidamente.

Nos últimos dois anos, elas investiram pesado para reforçar a capacidade de suas redes e, agora, já acreditam ter condições de liberar o acesso, ampliar o número de canais de TV e cobrar somente uma assinatura mensal.

Hoje qualquer aparelho recebe o sinal da TV fechada, incluindo iPhone e BlackBerry. Mas, para ter uma imagem de alta definição no celular, é preciso modelos com telas de alta resolução, que já começam a ser fabricados.