Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

09/08/2016 às 15:05

Tráfego de dados na abertura da Olimpíada foi o dobro da final da Copa do Mundo

Escrito por: Luís Osvaldo Grossmann
Fonte: Convergência Digital

Dois anos depois, o tráfego de dados no mesmo Maracanã duplicou. Foram 0,7 Terabytes carregados e baixados na rede das operadoras móveis na final da Copa de 2014, volume que chegou a 1,7 Terabytes na abertura das Olimpíadas do Rio.
“Apesar do elevado tráfego de dados, as redes do serviço móvel funcionaram adequadamente durante a cerimônia”, diz análise da Anatel divulgada nesta terça, 9/8.
 
“Para alguns usuários, em períodos curtos de tempo, pode ter havido sensação momentânea de deficiência da rede móvel”, acrescenta. Segundo a agência, na final da Copa a média foi de 18 fotos enviadas/recebidas por espectador. Na cerimônia na sexta, 5/8, foram registradas 36 fotos enviadas/recebidas.
 
“Não houve registros de congestionamento acentuado e nem interrupções na rede telefonia móvel. Se considerado o perfil de uso elevado dos smartphones para fotografar e gravar em vídeo o espetáculo, seguido de frequentes compartilhamentos destes arquivos nas redes sociais ou por serviços como o whatsapp, conclui-se que a rede de telefonia móvel superou o desafio de atender a demanda do público.”
 
Para avaliar a qualidade do serviço, a Anatel “realizou testes de performance de rede na zona Maracanã, walk-test e drive-test, para simular o uso de serviços amplamente utilizados como envio de fotos, download de arquivos e utilização do serviço de voz. As medições ocorreram durante o dia e à noite no Maracanã, durante o início da cerimônia de abertura”.