Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

11/11/2015 às 13:17

Tribunal inocenta 'Paris Match' por revelar filho ilegítimo do príncipe de Mônaco

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Revista não terá de indenizar príncipe por divulgar filho ilegítimo

O Tribunal Europeu de Direitos Humanos (TEDH), em Estrasburgo, decidiu nesta terça-feira (10/11) que a revista francesa Paris Match tinha o direito de revelar a existência de um filho ilegítimo do príncipe Albert de Mônaco, uma vez que esta informação saiu da esfera da vida privada do monarca.
 
De acordo com AFP, a justiça entendeu que a condenação da revista em razão da publicação da reportagem sobre o tema constitui violação da liberdade de expressão,uma vez que se tratava de uma informação de interesse público, "levando em conta o caráter hereditário de suas funções de chefe de Estado".
 
Em 2005, Paris Match foi condenada a pagar 50.000 euros por danos morais ao príncipe Albert, que acabava de suceder seu pai Rainier no trono de Mônaco. Na época, ele não tinha nenhum herdeiro.
 
A matéria que causou o processo trazia uma entrevista com Nicole Coste, uma aeromoça que revelou que o pai de seu filho Alexandre, nascido em agosto de 2003, era Albert de Mônaco.
Um mês depois, o príncipe reconheceu ser o pai do menino.