Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

25/05/2016 às 21:29

Tribunal sueco defende mandado de prisão para fundador do WikiLeaks

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Um tribunal de primeira instância da Suécia defendeu, nesta quarta-feira (25/5), a manutenção do mandado de prisão do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, por um suposto estupro cometido em 2010. 
 
Segundo a agência Reuters, o tribunal se pronunciou por considerar que a embaixada do Equador em Londres, lugar onde Assange permanece desde junho de 2012, não é uma detenção. A corte afirmou que “ainda existe causa provável para a suspeita de estupro”.
 
O jornalista alega que sua estadia na embaixada é, na prática, uma prisão e diz que tem mais medo de ser deportado para os EUA, onde uma investigação criminal sobre o WikiLeaks está em curso, do que enfrentar a Justiça sueca.
 
Um dos advogados de Assange, Thomas Olsson, disse que vai recorrer da decisão. “Até onde eu entendo, o tribunal não abordou a questão principal no caso, o que é uma razão para derrubar o mandado de detenção.