Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

29/07/2015 às 16:03

TV paga deve estabilizar após seis anos

Escrito por: Redação
Fonte: Meio e Mensagem

De acordo com a Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA), o crescimento da base de assinantes do mercado será zero em 2015

O setor de TV paga, que cresceu 164% em número de clientes desde 2009, não deve avançar neste ano. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no acumulado dos cinco primeiros meses do ano, há uma leve alta de 0,74%. Porém, no prognósitico da Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA), o mercado terá "crescimento zero" em 2015. " “Há espaço para avançar, mas esperamos crescimento zero neste ano”, diz Oscar Simões de Oliveira, presidente da ABTA.
 
Mesmo com a dificuldade de elevar a base de clientes, o setor faturou R$ 7,7 bilhões no primeiro trimestre, alta de 8% em relação ao mesmo período do ano anterior. No ano passado, a receita foi de R$ 32,2 bilhões, alta de 8,7% em relação a 2013. Os principais motivos para os prognósticos não tão animadores da ABTA é a atual crise econômica, o aumento da inadimplência e a concorrência com novos serviços de oferta de conteúdo por empresas de streaming. "O mercado está em ebulição e a disputa pela preferência do consumidor aumentou", diz Simões.
 
A manchete desta semana de Meio & Mensagem, na edição 1670,cuja íntegra está disponível para download em Android e iOS, remete a uma reportagem especial sobre o setor no Brasil. A matéria "TV paga revê estratégias de mercado para crescer" trata das estratégias das empresas de TV paga após a desaceleração do crescimento nos últimos anos. Os números foram divulgados às vésperas da 23ª edição da feira e congresso da ABTA, que acontece entre os dias 4 e 6 de agosto,no Transamérica Expo Center, em São Paulo.