Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

12/08/2010 às 16:24

Vídeo sob demanda da Net não será via IP e terá conteúdos em HD

Escrito por: Letícia Cordeiro e Daniele Frederico
Fonte: Teletime

Aos poucos, a Net Serviços revela detalhes do seu serviço de vídeo on demand (VOD), a ser lançado em breve. De acordo com o diretor de produtos e serviços da operadora, Márcio Carvalho, o serviço de VOD não precisará armazenar conteúdos dentro do PVR do assinante e tampouco precisará fazer buffer antes de permitir que o assinante assista ao conteúdo, uma vez que não será transmitido pela rede de banda larga. "Faremos o streaming direto para o decoder do assinante pelo cabo que leva o sinal da TV. Fazemos milagre. Além dos mais de 200 canais que o assinante tem no mesmo cabo, colocaremos mais uma série de canais dedicados para VOD", revela Carvalho com bom humor. De acordo com Márcio Carvalho, o serviço de VOD compartilhado no cabo coaxial é possível utilizando as tecnologias MPEG4 e DOCSIS3.0. Na prática, isso significa que todos os assinantes da Net que possuam set-top boxes de alta definição, com ou sem função de PRV, poderão utilizar o serviço on demand. Atualmente, a Net tem cerca de 400 mil assinantes HD.

Conteúdos
As negociações com programadores para a oferta de conteúdos on demand também está bastante adiantada. "Já conversamos com todos os programadores e com muitos deles já fechamos os acordos para o conteúdo", conta o diretor de programação da Net, Fernando Magalhães. "Quando lançarmos o serviço, já teremos um volume considerável de títulos disponíveis", promete, destacando que inclusive conteúdos HD estão sendo adquiridos.

Uma das empresas que se prepara para oferecer conteúdo para VOD é a Playboy do Brasil, associação entre a Globosat e a Playboy TV América Latina. Quatro marcas estão prontas para ter conteúdo oferecido sob demanda: Playboy TV, Venus, For Man e Private.